2016

Mais um ano se inicia e como todos os anteriores deixo aqui uma visão das possibilidades futuras, pois tudo no Universo possui uma ordem, uma sequência de aprendizados, tanto de forma individual quanto de forma coletiva. (Para saber sobre o seu Ano Pessoal – clique aqui )

Vou falar aqui sobre a forma Universal, sobre as aberturas de possibilidades energéticas, que cada um irá incorporar individualmente, somando a sua programação de aprendizado pessoal, ao seu Ano Pessoal, uma energia disponível a todos e cada um irá incorporá-la do seu jeito.

O Ano de 2016 tem a soma 2 + 0 + 1 + 6 = 9.

O Ano 9 é um ano de finalizações, pois o 9 é o último número unitário e ele “contêm” todos os anteriores e fecha um ciclo de aprendizados dos últimos 9 anos.

Faça uma revisão geral dos últimos 9 anos em sua vida, o que ficou para traz sem resolução, o que você não finalizou, o que vem arrastando, quais as pendências? Sejam elas financeiras, emocionais, familiares, profissionais ou outras? O Ano 9 traz as possibilidades de resolução, de fechamento de etapas.

Fechar etapas não é negativo, hoje em dia as pessoas estão com tanto medo de perder as coisas que pensam logo que isso é negativo. Existem inúmeras situações maravilhosas de finalizações: é ótimo concluir um trabalho que desenvolveu e se dedicou, é excelente acabar com uma doença, acabar com um desentendimento, com dores emocionais, é lindo alcançar um objetivo a muito perseguido, é incrível realizar um sonho!

Quando finalizamos uma etapa, aquele caminho finaliza e outro se inicia.

Por isso será extremamente importante o desapego neste ano, pois quando algo finaliza, o deixamos para traz, para iniciar algo novinho em folha. Quando subimos um degrau na vida, deixamos o degrau anterior e tudo o que ele contêm. É assim que funciona, quer você queira ou não…. para se elevar, tem que desapegar.

Sabe aquelas coisas que vamos empurrando para baixo do tapete?

Pois é…. vão levantar o nosso tapetinho tão amado……  para fazermos uma faxina, nos negócios, no trabalho, na vida pessoal, na vida emocional, em todas as áreas da vida, colocando tudo em ordem e em dia.

É um ano para acabar com as pendências e não é muito favorável para iniciar algo novo. Poderemos dar continuidade aquilo que já está na vida, mas os inícios, todo tipo de inícios favoráveis serão o aprendizado para 2017.

O Ano de 2016 (ano 9) também traz uma abertura grandiosa, novos horizontes, novos entendimentos, visão panorâmica, visão impessoal, será um grande chamado para todos conseguirmos olhar para a vida como um grande dança, um conjunto de experiências como humanidade, como aprendizado coletivo, pois “Todos somos Um”.

Todos nós sentiremos mais consciência e consequentemente sentiremos mais amor pela humanidade, sentiremos mais o poder da união de pessoas para um benefício em comum, o egoísmo irá perder sua força.

Tudo o que nós fizermos destituídos de egoísmo irá prevalecer com sucesso este ano! Realmente um aprendizado grandioso!

Você se acha tolerante, compreensivo e amoroso para com todos? Ainda não viu nada…..

Tenham a certeza absoluta da necessidade de ampliar isso muitas e muitas vezes neste ano! Testes e mais testes irão surgir para conduzir todos a um patamar elevado.

E a vida é uma escola e este é o ano das provas finais. Alguns irão passar e outros repetirão os aprendizados dos últimos 9 anos para os próximos 9 anos, a evolução não tem pressa, temos a eternidade pela frente…. cabe a você decidir (ou não)…

Seguir o caminho da doação, da compreensão, da abnegação, da empatia, da ajuda mútua, da cooperação, do humanitarismo, abrindo-se para o Amor Universal é o teste do ano.

Percebam que tudo será voltado para o coletivo, então procurem levar uma vida impessoal para não sofrerem.

Vamos trabalhar por aquilo que acreditamos! Vamos desenvolver nossos potenciais e entender que a nossa participação no coletivo pode ser pequena, mas sem ela o mundo se torna menor.

Qual a sua utilidade? O que pode oferecer para sociedade, para o mundo, para as pessoas?

Entendam que o senso de utilidade é pessoal e poderá ser algo pequeno, mas é importante você se manter fiel a sua Missão de vida. Cada um tem o seu lugar, cada um tem um diferencial, cada um de nós é um Ser único e cada um está aqui para fazer o seu papel na grande teia de aprendizado da humanidade.

Será aquele momento de encontrar a sua Missão de vida! (Você sabe qual é a sua Missão de vida? Clique aqui)

Se você não estiver dentro da sua Missão de vida, certamente tudo irá ruir para te dar a oportunidade de acerto de rota.

Você está no emprego que quer, que te realiza? Ou está trabalhando somente para ganhar dinheiro? Seus relacionamentos estão felizes e equilibrados? A vida familiar está harmônica? A vida vai se encarregar de colocar tudo no lugar certo, mesmo que este lugar não seja aquele que você deseja, ok?

É importante compreender esta questão direitinho.

Estaremos em um Ano de aprendizado coletivo, mas todos nós temos problemas pessoais, certo?

Compreendam que você sozinho não irá resolver os seus problemas pessoais, você tem uma Missão de vida, um papel, uma função e irá ajudar as pessoas a resolverem os problemas delas com aquilo que você tem de melhor, com o seu talento, com a sua utilidade, então, aparecerá alguém para resolver os seus problemas pessoais. Faça pelo outro que farão por você!

Vamos sair da zona de conforto para ajudar, somente assim teremos uma vida equilibrada.

Como humanidade temos muito a aprender e a fazer, mas como indivíduos conscientes do seu papel, poderemos dar um salto enorme! É a oportunidade de aprender o Amor Universal!

Ano favorável para cursos, para viagens internacionais, para contato com estrangeiros, para conhecermos novas culturas e outras formas de viver e de se relacionar.

O Amor, o Perdão e a elevação do Poder do Sagrado Feminino é o aprendizado do Milênio (2000) que está apenas iniciando.

Temos agora, dentro deste aprendizado do Milênio (2000) o aprendizado Centesimal ( 0 – zero) do segundo dígito, referente ao nosso Século, e temos, o aprendizado decimal do decanato (1) e o aprendizado do ano (6) e a soma disso tudo.

Vou analisar somente os dígitos finais, para não fazer deste texto um livro.

O 16 é o dígito mais próximo e que também traz uma forte vibração verbal, pois quando pronunciamos verbalmente o ano 2016, fica em nossas mentes, mais fortemente o som “dezesseis”.

O 16 pela Numerologia Pitagórica é um Número “karmico”, mas eu não gosto desta terminação porque a palavra “Karma” nos leva a ideia de sofrimento e eu acredito realmente que não precisamos do sofrimento para evoluirmos, precisamos do entendimento e da força de vontade para modificar padrões de comportamento e de pensamento. Por isso chamo este número de Número de Superação.

O 16 é um Número de Superação ligado ao egoísmo, ao egocentrismo, as perdas, à queda do orgulho e da vaidade e também ligado aos desequilíbrios sexuais que podem ocorrer pelo excesso ou pela negação da sexualidade.

No Tarô o 16 é a lâmina que tem por título: “A Torre em ruínas”. É o momento da vida que precisaremos colocar tudo abaixo para reconstruir as bases. Ou pelo Amor ou pela Dor. Ou fazemos isso por vontade própria e consciência ou a vida se encarregará de fazer por nós.

Mais um indicativo de Términos e Recomeços.

Mais um indicativo de olharmos o lixinho embaixo do tapetinho….

Mais um indicativo de Finalização de Ciclos e de possibilidade de subirmos um degrau.

Mais um indicativo de desapego.

O 16 é uma “força” poderosa, uma bomba de nitroglicerina, que tanto poderá nos destruir como poderá nos impulsionar para cima, se soubermos utilizá-la de forma adequada.

Para utilizarmos esta força poderosa adequadamente, precisaremos olhar atentamente a vida dos últimos 9 anos e sermos absolutamente sinceros conosco e através do próprio esforço e entendimento, corrigir aquilo que precisa ser corrigido.

Em termos de humanidade, de mundo, veremos muitas “bombas” explodindo por aí, muitas quedas, muitos escândalos, rivalidades, ruínas, projetos inutilizados, esperanças caindo, empreendimentos falindo, ambições derrotadas, catástrofes e cataclismos, mas tudo isso eu não vejo como algo ruim, pois para construirmos um mundo melhor precisaremos derrubar a realidade vigente para reconstruir de novas bases.

Todos nós nos defrontaremos com aquilo que não nos serve mais, com aquilo que precisa ser derrubado por terra para ser reconstruído depois.

“Existem males que vêm para o bem”! O que em um primeiro momento poderemos acreditar ser um infortúnio poderá abrir possibilidades maravilhosas. Por isso a necessidade de desapego e de um olhar mais amplo, mais generoso, mais amoroso. Precisaremos uns dos outros e descobriremos a força da cooperação.

A vida vai tirar todo mundo da zona de conforto. Cada um enfrentará aquilo que “precisa”.  Nossos desejos pessoais darão lugar a lição da aceitação e do reconhecimento de nós mesmos diante das situações.

Mais do que nunca, este ano, para sermos felizes, equilibrados e conseguirmos viver ao invés de sobreviver,  deveremos seguir as sábias palavras do Mestre S. Francisco em sua oração.

E é com esta oração que eu finalizo este estudo, desejando profundamente o Amor Universal sendo instituído como O VALOR DO ANO:

Oração de São Francisco

Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz

Onde houver ódio, que eu leve o amor

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão

Onde houver discórdia, que eu leve a união

Onde houver dúvida, que eu leve a fé

Onde houver erro, que eu leve a verdade

Onde houver desespero, que eu leve a esperança

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó mestre, fazei que eu procure mais consolar do que ser consolado

Compreender do que ser compreendido

Amar que ser amado

Pois, é dando que se recebe

É perdoando que se é perdoado;

E morrendo que se vive

Para a vida eterna

 

Sulla Turanny

Leave a Comment